NOTÍCIAS

Notícias gerais e sobre o mercado de recebíveis – Fomento comercial

 

Demanda do consumidor por crédito cai 7,2% em fevereiro

quinta-feira, 16 de março de 2017.
Fonte: SERASA EXPERIAN

Recuos foram maiores no Sul e Sudeste

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito caiu 7,2% em fevereiro/17 na comparação com janeiro/17. Já em relação ao mesmo mês do ano passado (fev/16), a demanda do consumidor por crédito recuou 4,7%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o feriado do carnaval prejudicou a procura do consumidor por crédito em fevereiro/17 na comparação com janeiro/17, como também em relação a fevereiro do ano passado já que, por ter sido ano bissexto, fevereiro de 2016 teve um dia útil a mais que fevereiro deste ano. Fazendo o ajuste por dias úteis, a demanda do consumidor por crédito em fevereiro/17 teria ficado estável em relação a fevereiro/16, o que mostra ainda uma demanda por crédito enfraquecida por parte do consumidor.

Análise por classe de renda pessoal mensal

Para os que ganham até R$ 500, a queda da demanda por crédito em fevereiro/17 foi de 3,5%. Para os consumidores com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1.000, a baixa foi de 6,2%. Para a renda mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.000, o recuo foi de 8,4%. Já os consumidores com renda mensal entre R$ 2.000 e R$ 5.000, a queda foi de 8,6%. Já para os que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês, a redução foi de 8,5% e, por fim, para a renda mensal maior que R$ 10.000, a retração na procura por crédito foi de 7,7% em fevereiro de 2017.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a procura do consumidor por crédito caiu 1,1% para quem recebe até R$ 500 por mês; recuou 2,9% para quem ganha entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais; e tombou 5,9% para os que recebem entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês. Já nas rendas mais altas, as oscilações negativas na procura por crédito em fevereiro/17 na comparação com fevereiro/16 foram: -7,5% para a faixa de renda entre R$ 2.000 e R$ 5.000 mensais; -8,4% para o consumidor com renda entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês como e -7,8% para quem ganha mais de R$ 10.000.

Análise por região

O recuo da demanda por crédito em fevereiro/17 ocorreu eu todas as regiões do país. Na Região Sudeste, a retração foi a maior: -9,8% em relação a janeiro/17. No Sul a queda foi de 7,1%. No Centro-Oeste a queda foi de 4,9%. No Nordeste, o recuo foi de 2,3%. Já no Norte, a queda na demanda do consumidor por crédito no primeiro mês deste ano foi de 3,5% em relação a janeiro/17.

Na comparação interanual, isto é, fevereiro/17 contra fevereiro/16, houve recuo da demanda por crédito no Norte (-3,3%); Centro-Oeste (-3,8%), Sudeste (-7,7%) e Sul (-4,1%). Na direção contrária, houve avanço na demanda do consumidor por crédito no Nordeste (+3,0%).

A série histórica deste indicador está disponível em http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/demanda_pf_credito.htm.